Última atualização: 10/04/2018 10:20

 

 

CONDIÇÃO OCEÂNICA

A região do Oceano Pacífico Equatorial continua apresentando anomalias negativas de temperatura da superfície do mar (TSM), especialmente nas áreas mais próximas da costa da América do Sul como pode ser observado na Figura 01. Mantém-se, contudo, a tendência de enfraquecimento destas anomalias. Os prognósticos numéricos indicam que o fenômeno La Niña tende a evoluir para padrão de neutralidade climática durante o outono.

Figura 01: Anomalia de Temperatura da superfície do mar no Pacífico Equatorial. Fonte:NCEP / NOAA;

 

PROGNÓSTICO CLIMÁTICO MENSAL

O mês de abril é caracterizado pela passagem mais frequente de frentes frias pelo Estado de Santa Catarina. A média mensal de chuva em abril no Vale do Itajaí varia entre 80 e 100mm. Já para o município de Blumenau, a média mensal de precipitação fica em torno de 102mm. Além disso, vale ressaltar que em abril ainda ocorrem temporais com descargas elétricas e rajadas de vento forte, por vezes com acumulados significativos de chuva em curto espaço de tempo.

A combinação de anomalias negativas de TSM e a previsão de que o índice de Oscilação Antártica (AAO) passe a fase positiva durante meados de abril indicam pouca disponibilidade de umidade para o sul do Brasil. Como os sistemas meteorológicos perdem o suporte de ar quente e úmido vindo de regiões do norte do país, a chuva tende a ocorrer de forma mal distribuída no Vale do Itajaí. Fato que é corroborado pelas rodadas mais recentes dos modelos de previsão climática que mostram que os acumulados de chuva ficarão abaixo da média na região de Blumenau durante o mês, como pode ser visto na figura 02.

Figura 02: Prognóstico da anomalia de Precipitação Acumulada para abril de 2018. Fonte: CPPMet/UFPel;

 

Há uma condição favorável para que os anticiclones se posicionem a leste de SC durante o mês de abril, gerando nebulosidade para a região de Blumenau e, consequentemente, as madrugadas tendem a ser abafadas. Além disso, com o deslocamento de umidade do mar para o Vale do Itajaí, aumenta a condição para formação de nevoeiros ao amanhecer. Já a temperatura máxima ficará próxima a ligeiramente acima da normal, resultando em tarde quentes no município.

Figura 03: Prognóstico da anomalia de Temperatura do ar para abril de 2018, (a) máxima e (b) mínima. Fonte: CPPMet/UFPel;

 

Tatiane Martins / Francine Sacco

Meteorologistas - AlertaBlu